14 fatores fundamentais no aprendizado de uma nova língua (parte 4)

Quarto post sobre o assunto.

 

10. Ter um plano de estudo

Muita gente não consegue aprender porque não tem um plano de estudos a médio e a longo prazo. É muita coisa pra estudar e a pessoa pula de um assunto pro outro sem uma sequência ou um plano. Como montar um plano? Não é tão complicado quanto parece. Na verdade, você nem precisa fazer isso sozinho. Um professor pode te ajudar com isso mostrando o que você precisa estudar imediatamente e como prosseguir.

Pra quem quer estudar sozinho, é só lembrar que materiais de inglês dividem-se em vários níveis (elementar, pré-intermediário, intermediário, avançado, etc.). Por isso, um bom começo é encontrar um livro que seja apropriado ao seu nível e ir fazendo as lições na sequência. É só cobrir o livro de capa a capa e passar para o nível seguinte. O segredo é continuar. E isso nos leva ao próximo fator.

11. Praticar constantemente

Repetição é a chave para memorizar. E memorizar é a chave para aprender outra língua. É simples assim! Dedique-se várias vezes por semana. Isso é como academia: quer músculos? Levante peso pelo menos três vezes por semana. Você precisa de uma rotina quase diária. Organize-se pra fazer o mesmo com o inglês. E organização é o próximo fator.

12. Organize-se

Esta sugestão não funciona pra todo mundo, admito. Algumas pessoas aprendem em meio ao caos. Seu jeito de estudar é desorganizado e aleatório e funciona muito bem pra elas. Mas eu diria que estas pessoas são exceções. A maioria de nós não consegue ser muito eficiente quando não há organização.
Por isso, adapte sua rotina ao seu estudo. Coordene outros aspectos da sua vida com seu aprendizado do inglês. Arrume tempo tanto para as aulas quanto para seu estudo individual. E lembre-se que você vai ter que abrir mão de algumas coisas! Avise amigos e família que o inglês é uma prioridade e peça que te ajudem. Se você não priorizá-lo, não vai aprender.