testes de inglês onde ninguém fala

Você já percebeu que, embora a maioria das escolas venda conversação, na prática o foco acaba sendo sempre a escrita e a leitura? Quer um exemplo? Quando a escola propõe um teste pra avaliar seu inglês isso acontece através de uma conversa com você ou de um teste de múltipla escolha na internet? O pior é que nem áudio se coloca em tais testes. O foco pra quem estuda inglês deve ser sempre conversar em inglês. Ouvindo sempre e muito. E com a escrita e a leitura vindo logo em seguida. Não se pode aprender a falar bem inglês apenas com leitura.  ...

Ouvindo por longos períodos

Falei anteontem sobre a necessidade de se treinar conversas mais longas em inglês, onde a pessoa se mantém pensando e falando em inglês por períodos maiores de tempo. O mesmo vale para sua capacidade de ouvir inglês por mais tempo. No começo não conseguimos ouvir inglês sem o hábito de traduzir para o português. Mas numa situação real de comunicação não há tempo pra isso. Ao ouvir alguém contando uma história em inglês você não tem tempo pra traduzir porque a pessoa continua falando e você precisa acompanhar o discurso em tempo real, à medida que ela vai falando. De novo, no mundo real não é como a pergunta que o professor faz e espera pacientemente que você processe o que ouvir, planeje a resposta e responda. Como fazer isso? Pra quem está começando o segredo está em começar com áudios adaptados para os níveis mais elementares porque são falados mais devagar e o vocabulário é controlado. Seu livro texto tem esse tipo de áudio. Aqueles livros de histórias que vêm com a versão em áudio e são divididos por níveis são excelentes opções também. Gaste muito tempo com esse tipo de áudio. À medida em que se familiariza com este formato, você pode aumentar o nível de dificuldade até que consiga seguir uma história mais longa ininterruptamente (como assistir um documentário na TV, acompanhar um diálogo mais longo, ouvir um audiobook). De novo, é um treino. E quanto mais cedo você começar a desenvolver esta habilidade, mais cedo vai dominá-la. Ouvir muito tem que ser parte da sua prática diária do...

Librivox, site para download de audiobooks

Você já ouviu falar do site Librivox? É um site que reúne audibooks (versões em áudio de livros) de obras em inglês que estão em domínio público. Isso inclui coisas muito boas como a obra de Shakespeare, clássicos da filosofia, clássicos da literatura mundial em inglês, a Bíblia (diferentes traduções)  e mesmo algumas obras de não-ficção. Há coisas gravadas em outras línguas que não o inglês também. Existe um número incrível de livros gravados em mp3 que podem ser baixados gratuita e legalmente. Aqui está o catálogo. O projeto funciona através de voluntários: falantes nativos do inglês gravam trechos do livro e estes são reunidos e organizados no site. E colocados à disposição do público pra download. Dê uma fuçada. Tem coisas muito boas lá. E livros em áudio pra todos os gostos que você pode por no seu celular e ouvir onde...

Alguns problemas ao fazer ‘listening’

Ouvir é uma das primeiras coisas que aprendemos a fazer. Estamos fazendo isso ainda de dentro da barriga da mãe. Então podemos deduzir que aprender a ouvir outra língua — mais tarde quando adultos — vai ser canja de galinha, certo? Não necessariamente. O problema é precisamente manter alguns dos padrões de comportamento que temos quando ouvimos coisas na nossa língua materna. E estes padrões podem atrapalhar. Por exemplo: • Tachar o assunto de chato e desinteressante. O assunto é secundário. Você está treinando seu listening. Não foque muito no conteúdo. • Criticar o jeito ou sotaque da pessoa que está falando. Inglês texano X inglês australiano X inglês com sotaque indiano… Não é importante agora. Além disso, você precisa conhecer outros sotaques. Eu mesma, quando morei em Chicago, cansei de falar com indianos ao telefone pra resolver problemas de internet. • Focar na falta de qualidade da gravação. Lembre-se que você vai usar inglês em condições nada perfeitas (numa ligação ruim, por exemplo). Vá treinando. • Ficar empolgado demais com o conteúdo. Foque nos padrões novos do uso da língua (vocabulário, entonação, expressões idiomáticas, pronúncia, expressões que você não usaria, etc.). • Ouvir principalmente para absorver os fatos. Sua atenção deve estar no uso da língua. • Tentar logo de cara organizar o que está sendo falado. Sua mente quer encaixar o que ouve nos seus padrões de organização. Você está focando no que não é importante. • Fingir que ouve, permitir que sua mente vague (“viajando” enquanto ouve). Controle-se e aprenda a manter a concentração. • Evitar material difícil. Se você ouvir só o que é fácil...