Começar a falar logo de cara

Estava conversando com minha cabeleireira sobre a dificuldade dela com o inglês. Ela me dizia que às vezes ela precisa conversar no trabalho com alguns clientes em inglês e comentando que não conseguia fazê-lo porque “travava”. Às vezes mistificamos o processo todo de falar outra língua e achamos que a coisa toda é difícil demais. Um dica pra quem tem que falar inglês por causa do trabalho e simplesmente não sabe por onde começar é aprender o vocabulário que você vai usar com frequência. Junto com isso, aprenda algumas expressões-chaves. Decore mesmo. Isso é o que geralmente faz quem precisa de inglês pra viagem. Decora-se palavras como ‘dinheiro’, ‘estação de trem’, ‘restaurante’, ‘água’, etc. E frases prontas do tipo ‘onde tem um caixa eletrônico?’, ‘que horas sai o trem?’, ‘quanto é o refrigerante?. A partir daí é só ir acrescentando novas palavras e frases à medida em que se precisa. Este é o processo de aprendizado para quem está no exterior. A diferença é que ele acontece muito mais intensa e rapidamente. Ou seja, se há urgência, você pode considerar passar por cima da gramática e partir da memorização de um vocabulário específico. Lembre-se também que comunicação acontece também com gestos, expressões faciais e linguagem corporal. Tudo isso ajuda na hora de comunicar o que se quer. E finalmente, dê a cara pra bater. Arrisque e fale. Não fique inibido e com medo de errar. Você vai errar e isso é parte do processo de...

Usando aplicativos do smartphone pra estudar inglês

Um recurso que tenho usado com alguns alunos e que tem funcionado bem é exercícios de gramática que vêem no formato aplicativo para smartphone. Ao invés de fazer os exercícios num livro, a pessoa pode fazer no celular. Como? Ha aplicativos gratuitos e pagos. Os pagos são melhores, claro, e incluem versões em aplicativo de livros clássicos de gramática (como os publicados pela Cambridge University Press). Há uma infinidade de opções. Fiz uma busca rápida com ‘English Grammar’ no iPhone que resultou em mais de 500 opções! Quais as vantagens? Praticidade. Você leva a tarefa de casa com você no seu celular. Pode fazê-la em qualquer lugar e a qualquer hora. Suas desculpas acabaram mesmo. O formato meio que engana: você tem a impressão de que é um joguinho. Bem melhor que abrir o livro e fazer o exercício por escrito. Mas o exercício é exatamente o mesmo! Alguns aplicativos integram áudio e leitura, o que ajuda e muito na hora de fixar. A frase é lida pra você em voz alta, com a pronúncia perfeita. Um livro-texto não tem nada disso. Você pode refazer os exercícios depois de um tempo, o que ajuda a memorizar. Sem se preocupar se as respostas estão escritas, como no caso de um livro. Preço. Não é tão caro quanto você pensa. Um ou outro livro pode custar um pouco mais, mas a maioria dos aplicativos fica na faixa dos 2 a 5 dólares. Há aplicativos para te ajudar com os vários aspectos de gramática, como uso de tempos verbais, uso de preposições, verbos irregulares, phrasal verbs, vocabulário, pronúncia, preparação para exames, etc....

Memorizando verbos

Quando você aprende um verbo novo, é bem mais útil pensar em termos de combinações (collocations) daquele verbo com outras palavras. Isso é melhor do que pensar numa tradução geral para o verbo. Deixa eu tentar explicar isso com exemplos. Veja o caso do verbo ‘get’. Aprendemos que a tradução dele é ‘conseguir, obter’. Mas veja as diferentes acepções que ele tem quando combinado com diferentes palavras. get a job – arranjar um emprego get angry – ficar bravo get home – chegar em casa get permission – obter permissão get the impression – ter a impressão get the message – receber a mensagem E aí? ‘get’ significa arranjar, ficar, chegar, obter, ter ou receber? Significa tudo isso e mais um pouco. Por isso não faz muito sentido, ao aprender este verbo, o aluno anotar assim: ‘get = arranjar, ficar, chegar, obter, ter ou receber’ Na hora de usar, você vai acabar usando errado porque a informação foi anotada de maneira confusa. O melhor a fazer é associar o ‘get’ a cada uma dessas outras palavras e memorizar as combinações. Aprenda que ‘get a job’ é ‘arranjar um emprego’ e não ‘get = arranjar’. Porque em muitos outros exemplos ‘get’ não será ‘arranjar’. É claro que isso se aplica melhor a alguns verbos ao invés de outros: principalmente aqueles que têm diferentes acepções. Mas é um bom jeito de encarar vocabulário em geral. Conecte verbo + objeto, memorize expressões e não palavras isoladas. Dá mais trabalho, claro. Mas no longo prazo você ganha tempo. E só desse jeito você aprende a usar inglês de um modo mais...

A little poem

“A Mortifying Mistake” by Anna Maria Pratt I studied my tables over and over And backward and forward too But I couldn’t remember six times nine And I didn’t know what to do ‘Til my sister told me to play with my doll And not to bother my head “If you call her ‘Fifty-four’ for awhile You’ll learn it by heart’, she said. So I took my favorite, Mary Anne, Though I thought ’twas a dreadful shame To give such a perfectly lovely child Such a perfectly horrible name, And I called her my little Fifty-four A hundred times ’til I knew The answer of six times nine As well as the answer of two times two. Next day, Elizabeth Wigglesworth, Who always acted so proud Said, “Six times nine is fifty-two, And I nearly laughed out loud But I wished I hadn’t when teacher said, “Now Dorothy, tell if you can.” For I thought of my doll and sakes alive! I answered, “Mary...