um “coach”, não um professor

Um ‘professor’ já não basta pra ensinar inglês. Um professor implica na ideia de que uma pessoa é responsável por ensinar. A outra parte – o aluno – pode relaxar e, passivamente, receber tudo do professor. Este é o modelo mais comum e o seu resultado é fácil de ver: muita gente que não consegue melhorar seu inglês.

Coach é um termo mais apropriado. O coach é um técnico – como o de futebol, o de judô, ou o do jogador de tênis.

Quem vai ter que dar duro pra ter um bom desempenho é o atleta/estudante.

Por outro lado, quem vai quebrar a cabeça para montar uma estratégia e usar todo tipo de material disponível para levar o atleta/estudante à vitória é o coach.

Observe que o coach também compartilha da vitória. Mas ele também vai receber as críticas se o atleta/estudante não obtiver resultados satisfatórios.

Responsabilidade e comprometimento dos dois lados. É assim que se aprende inglês.