14 fatores fundamentais no aprendizado de uma nova língua (parte 2)

Segundo post da série sobre o assunto…

 

3. Conheça seu jeito de aprender

Há uma infinidade de maneiras de aprender uma nova língua. Mas nem tudo funciona pra todo mundo. Você precisa saber o que funciona melhor pra você. Que tipo de pessoa você é? Você aprende melhor ouvindo? Visualizando? Fazendo coisas? Do que gosta? É possível aproveitar suas preferências, interesses, hobbies, aptidões no seu aprendizado? Como? Pare e pense sobre isso.

4. Ter auto-confiança: acreditar que você vai aprender

Há aqueles que acham que falar outra língua não é pra eles. ‘Não tenho talento’, dizem. ‘Não tenho facilidade’ é uma variação desse tipo de conversa. Ou ‘Só vou aprender se morar no exterior por um tempo’.

Pare já de falar essas coisas! Você está atrapalhando, e muito, o seu progresso. Porque nosso desempenho está ligado àquilo em que acreditamos.

5. Gostar do inglês: criar um elo emocional

Aprendemos mais facilmente aquilo que gostamos. A maioria dos músicos aprende a tocar um instrumento assim. O adolescente que passa horas com a guitarra faz isso porque gosta, não porque é obrigado.

É isso o que você precisa trazer para o inglês. Se este não é o caso, force-se a gostar. Aprenda a gostar. Minta pra você mesmo até que essa mentira se torne verdade.

Ok, se isso parece impossível, comece deixando de dizer que detesta estudar inglês. Já é um bom começo.

Observe que isso significa gostar também de tudo o que você associa ao inglês: seu professor, seu material (livros e áudio), sua escola, etc. Se você não gosta dessas coisas, troque tudo! Você só vai aprender quando o inglês deixar de ser um peso na sua vida.