Uma introdução a emails em inglês

Uma habilidade importantíssima hoje em dia é saber escrever emails — tanto profissionais como pessoais. E aprender a escrever emails em inglês é algo que meus alunos pedem muito.

Convenhamos, você precisa de mais informações sobre um produto, um evento, teve problemas com uma compra, quer fazer uma pergunta a um especialista/uma instituição sobre um assunto, etc., tudo isso pode ser feito por email.

Uma das coisas que me tiravam o sono quando cheguei nos EU era ter que responder uma média de 5 emails por dia (de uma média de 20 que eu recebia com assuntos relacionados à vida acadêmica). Aprendi a responder emails porque não tinha alternativa. Mas foi muito estressante no começo. Então entendo bem seu sofrimento.

Como se aprende isso? Você não vai gostar da resposta mas é isso mesmo: se aprende escrevendo.

Escreva para seu professor em inglês. Ou ache um amigo com quem trocar emails em inglês. Ou faça amizade com um falante nativo e escreva.

A segunda melhor coisa pra aprender a escrever email é: ler outros emails. Meu conselho é achar um bom livro que ensine a escrever e tê-lo como referência. Por que?

Porque escrever email se aprende principalmente por imitação e nada melhor que ter montes de modelos. Há convenções, regras de organização, expressões idiomáticas próprias do email que você precisa conhecer. E ler outros modelos de emails e ver como as pessoas se expressam por escrito nesse formato é a melhor maneira de aprender.

Um livro que eu uso e recomendo é ‘Email English’ de Paul Emmerson. Este livro é voltado para quem está aprendendo inglês e é cheio de exemplos.

Esta é uma primeira dica pra quem não sabe nem por onde começar. Outra hora escrevo mais sobre este assunto.